Procedimentos

Para a realização de qualquer exame médico deve-se seguir as recomendações prescritas pelo especialista e sempre estar bem alimentado.

A avaliação ultrassonográfica transvaginal na gestação inicial é feita entre a 4ª e 10º semana. Este exame é a melhor forma de avaliar a viabilidade do embrião, a correta idade gestacional, a presença de uma gestação ectópica, a gestação gemelar e fazer uma avaliação do colo do útero e outras anormalidades que podem aparecer nesta fase inicial. Ele também é utilizado na avaliação de estruturas e órgãos pélvicos, como o útero e os ovários, com mais proximidade e com maior resolução de imagem. O que permite um diagnóstico mais precoce e preciso de uma maneira simples, rápida e altamente eficaz sem trazer nenhum risco à mamãe e ao bebê.

Este exame é realizado por via abdominal e tem como objetivo avaliar a posição fetal, idade gestacional, número de fetos, anatomia, peso e sexo do bebê, avaliação da placenta, quantidade de líquido amniótico e avaliação do bem-estar fetal. O procedimento pode ser realizado em várias etapas da gravidez.

A diferença entre este exame e o ultrassom obstétrico normal é a possibilidade de avaliar a circulação sanguínea no feto, entre o feto e a placenta e entre a mãe e a placenta, por meio do Dopplerfluxometria. Além disso, é possível rastrear pacientes com maior risco de desenvolver pré-eclâmpsia e restrição de crescimento fetal, verificando as artérias uterinas, além de avaliar o funcionamento da placenta e a oxigenação fetal.

Doutora Tatiana Barbosa Pellegrini Doutora Tatiana Barbosa Pellegrini Doutora Tatiana Barbosa Pellegrini Doutora Tatiana Barbosa Pellegrini

O primeiro exame morfológico deverá ser realizado quando o feto tiver a idade gestacional entre 11 e 13 semanas e medir entre 45 mm a 84 mm de comprimento (medição feita entre a cabeça e as nádegas).

Neste exame é realizado a medida da Translucência Nucal (foto translucência nucal), que consiste em um acúmulo de líquido na região posterior do pescoço. O exame é o principal indicador que sinalizará se existe aumento ou diminuição do risco de o bebê ter uma síndrome genética.

Doutora Tatiana Barbosa Pellegrini

Também é avaliado:

  1. biometria fetal;
  2. morfologia fetal;
  3. presença ou ausência do osso nasal;
  4. fluxo sanguíneo através do ducto venoso.

Neste exame é realizada a avaliação precoce e detalhada da morfologia fetal, translucência nucal e osso nasal (foto osso nasal). Além disso, é feita a dopplerfluxometria do ducto venoso fetal, que é um marcador para avaliar o risco de cromossomopatias e má formações cardíacas nos fetos. Há também, por meio das artérias uterinas, o rastreamento de pré-eclâmpsia.

Doutora Tatiana Barbosa Pellegrini Doutora Tatiana Barbosa Pellegrini Doutora Tatiana Barbosa Pellegrini

Para realizar este diagnóstico, associa-se ao exame morfológico de primeiro trimestre à análise das artérias uterinas, com o objetivo de rastrear gestantes que possuem risco elevado de desenvolver pré-eclâmpsia, possibilitando o uso de medicações que podem preveni-la.

Doutora Tatiana Barbosa Pellegrini Doutora Tatiana Barbosa Pellegrini

Deve ser realizado preferencialmente entre 20 e 24 semanas de gestação (quinto mês). É realizada uma avaliação detalhada da morfologia e biometria fetal e também da quantidade de líquido amniótico e placenta. Há muitos aspectos da gestação que podem ser identificados durante a realização deste exame, tendo como principal objetivo avaliar o correto crescimento e desenvolvimento fetal.

O exame compreende a avaliação das seguintes estruturas fetais: crânio, cérebro, face (avaliação do perfil e lábios), coração, tórax (incluindo diafragma), abdômen (rins, bexiga e estômago), coluna vertebral, costelas, mãos e pés. A Dopplerfluxometria é utilizado para avaliar a circulação sanguínea no feto, entre o feto e a placenta, e entra a mãe e a placenta, assim como o funcionamento da placenta e oxigenação fetal.

Doutora Tatiana Barbosa Pellegrini Doutora Tatiana Barbosa Pellegrini Doutora Tatiana Barbosa Pellegrini Doutora Tatiana Barbosa Pellegrini Doutora Tatiana Barbosa Pellegrini Doutora Tatiana Barbosa Pellegrini

É um método de ultrassonografia que consegue captar imagens tridimensionais estáticas (3D) e em movimento (4D), ou seja, em tempo real. Este exame permite a visualização nítida da anatomia fetal e imagens da face do feto, possibilitando que os pais conheçam um pouco da fisionomia do bebê.

É utilizado também para complementar a ultrassonografia obstétrica ou morfológica nos casos de má formação fetal.

A melhor fase para realização do exame é entre 23 e 29 semanas de gestação e recomenda-se que a mamãe se alimente antes do exame para que o bebê se movimente.

Doutora Tatiana Barbosa Pellegrini Doutora Tatiana Barbosa Pellegrini

Obstétrico simples: R$ 90,00 reais

Obstétrico com doppler: R$ 180,00 reais

Morfológico com Translucencia Nucal: R$ 180,00 reais

Morfológico: R$ 180,00 reais

Morfológico com doppler: R$ 230,00 reais

3D/4D: R$ 190,00 reais